“O verdadeiro amor não tem final feliz, porque o amor verdadeiro nunca acaba.”
Miley Cyrus.  (via descriar)
“Borboletas no estômago, pernas bambas, mãos suadas. Eu lembro de toda caminhada que fiz até você naquela dia. O horário marcado: Duas horas. Eu havia preparado tudo, e nem eu mesma sabia porquê estava tão nervosa: “eu nem gosto tanto dele”, eu pensava. Mas eu gostava, ah, Meu Deus, como eu gostava.
Nos encontramos no “lugar de sempre”, vi você vindo… camiseta, chinelo e um jeans surrado, parecia que havia apenas largado o controle do video game em casa, apenas porque estava na hora de vir me buscar, talvez realmente fosse isso… Não me preocupava. Ninguém nunca foi tão lindo com uma camisa do Iron Maiden quanto você. Você me abraçou, eu fiquei vermelha, e você riu como se aquilo você a coisa mais ingênua do mundo, mas era a coisa mais ingênua do mundo.
Caminhos em silêncio, apenas nos olhando ás vezes, para garantir que o outro não era um sonho ou uma alucinação, eu precisei piscar os olhos duas ou três vezes para garantir isso.
Chegamos a sua casa, e ficamos tão perto, como nunca ficamos antes. Eu queria tanto poder beijá-lo, ou pelo menos sentir seu cheiro mais perto de mim. Você me deu a mão, eu senti vontade de correr para fora dali, pois eu estava caindo em um terreno desconhecido, mas eu apenas entrelacei meus dedos nos seus e me permiti a queda-livre. Eu nunca mais soltaria sua mão novamente.”
Ao meu amor vermelho
“Desejo pra você o melhor. Até porque, gente feliz não enche o saco.”
All to Myself